Vida Vazia


Como eu percebo esta vida vazia

Em cada uma das vezes que te vais

Evapora de mim toda alegria

Quando por aquela porta, sais.

Minha força se aniquila

Para em tua boa alma reforjar

E me mudar o ânimo de desvalida

Para querer o céu alcançar

Tesouro de minha entranha

Sussurro do abraço carente

Me cativa imortal e docemente

Me faz sentir viva e humana

Oh minha pequena criança!

Herdeira das virtudes que apregôo

Um dia se extinguirá o choro

Quando deres o adeus derradeiro à distância

E de novo, junto comigo,

Eu e tu, filha, em nosso reino!

Anúncios

Sobre Carmen Goncalves

Entusiasta da Arte de Escrever!
Esse post foi publicado em Crônicas & Poesias e marcado , , , , , , , . Guardar link permanente.

O que isso lhe fez Pensar?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s