Arquivo do mês: dezembro 2016

Se um Gênio me perguntasse…


Se um gênio me perguntasse o que eu queria, lhe diria: “- Quero amigos leais. Não precisam ser famosos, importantes ao mundo, ricos, nem nada dessas coisas, só precisam ser leais.” Há um ditado que diz “quem tem amigos não … Continuar lendo

Publicado em Crônicas & Poesias | Marcado com , , , , , , , , | Deixe um comentário

QUANDO FORES VELHO (W.B.Yeats)


Quando fores velho, grisalho, vencido pelo sono, Dormitando junto à lareira, toma este livro, Leia-o devagar, e sonha com o doce olhar Que outrora tiveram teus olhos, e com as suas sombras profundas; Muitos amaram os momentos de teu alegre … Continuar lendo

Publicado em Crônicas & Poesias | Marcado com , , | Deixe um comentário

ELE DESEJA OS TECIDOS BORDADOS DO PARAÍSO (W. B. Yeats)


Tivesse eu os tecidos bordados do paraíso, Adornados com luz dourada e prateada, Os azuis, sombrios e escuros tecidos Da noite e da luz e da meia-luz, Eu os estenderia sob seus pés: Porém, sendo pobre, tenho apenas meus sonhos; … Continuar lendo

Publicado em Crônicas & Poesias | Marcado com , | Deixe um comentário

Do Suicida no outro lado


É a depressão natalina. Fim de ano tem dessas coisas. O movimento diz que nada repousa, E que foi-se nossa esperança menina. Morta com todos os projetos não-feitos, O homem depara-se com sua sina: Do seu eu imperfeito, Da vida … Continuar lendo

Publicado em Crônicas & Poesias | Marcado com | Deixe um comentário

Tu Tens um Medo por CECILIA MEIRELES


Acabar. Não vês que acabas todo o dia. Que morres no amor. Na tristeza. Na dúvida. No desejo. Que te renovas todo dia. No amor. Na tristeza Na dúvida. No desejo. Que és sempre outro. Que és sempre o mesmo. … Continuar lendo

Publicado em Crônicas & Poesias | Marcado com , , , | Deixe um comentário

DOIS E DOIS: QUATRO por Ferreira Gullar


DOIS E DOIS: QUATRO Como dois e dois são quatro sei que a vida vale a pena embora o pão seja caro e a liberdade pequena Como teus olhos são claros e a tua pele, morena como é azul o … Continuar lendo

Publicado em Crônicas & Poesias | Marcado com | Deixe um comentário