Arquivo do mês: outubro 2017

Das 12h de Sexta às 12h de Segunda


Então lá estou eu novamente na nova drogaria, caminho da escola da minha filha. Tem o sorvete que ela gosta e me faz feliz agradá-la numa sexta-feira pré-feriado e de notícias não tão agradáveis para mim. Pois eis que a … Continuar lendo

Publicado em Cidades, Crônicas & Poesias, Diversidades | Marcado com , , , , | Deixe um comentário

5a Crônica: O vizinho, parte II


Continuando a série “Era uma vez uma garota que como eu…CRESCEU!”, o quinto conto: Fonte: 5a Crônica: O vizinho, parte II

Publicado em Crônicas & Poesias | Deixe um comentário

Quem cuida das mães?


Hoje conheci uma página do FB que fala de várias questões sobre como é ser “mãe solo”. Lendo, fui obrigada a introjetar o olhar sobre algo fundamental que eu vinha ignorando há um tempo, “porque não tinha jeito”: Eu mesma … Continuar lendo

Publicado em Crônicas & Poesias | Deixe um comentário

Meu irmão disse uma vez…


Relacionamentos fracassados, quem não os tem? Particularmente, as regras sociais nunca foram muito claras para mim. Atribua ao signo ou atribua à mim, o fato é que o que está fora da franqueza, lealdade, justiça, honestidade, racionalidade, lógica, é incompreensível … Continuar lendo

Publicado em Cidades, Crônicas & Poesias, Diversidades, Mundo Feminino, Opinião | Marcado com , , , , , , , , | Deixe um comentário

E Deus fez o homem!


Deus fez o homem pensando na mulher: Que da rudeza de suas mãos, ela se sentisse segura; Que das suas palavras nem sempre suaves, ela sentisse confiança; Que do seu corpo de traços fortes, ela sentisse o inferno de tesão … Continuar lendo

Publicado em Crônicas & Poesias | Deixe um comentário

4a Crônica: Jeremias Cavallier e o novo vizinho


Continuando a série “Era uma vez uma garota que como eu…CRESCEU!”, o quarto conto: Fonte: 4a Crônica: Jeremias Cavallier e o novo vizinho

Publicado em Crônicas & Poesias | Deixe um comentário

Como um animal


A humanização do serviço amazonense é assim: Você vai comprar absorvente. Passa de diferentona que nem fica constrangida. Daí paga, olha a nota fiscal e nota -perdão pelo trocadilho – que cobraram a mais. Volta ao caixa, chamam a gerente, … Continuar lendo

Publicado em Crônicas & Poesias | Marcado com , , , , | Deixe um comentário