Arquivo da tag: casamento

Histórias que Nunca Contarei – trechos VI


“- Tia! Tia! Enfim! Vou casar-me! – Você o ama? – Claro! Ele é inteligente, lindo, educado, charmoso… -Escute sua tia: Você só pode dizer que ama, quando conhece a família. A família é o marco definidor. Casa-se e leva-se … Continuar lendo

Publicado em Crônicas & Poesias, Diversidades, Mundo Feminino | Marcado com , , , , | Deixe um comentário

Sempre a mesma coisa


Você se interessa por algum produto que às pessoas pareça “familiar”, então TO—DAS as informações são passadas “pra você e seu esposo”, “pra você e seu esposo”, “pra você e seu esposo”… De início não faz a menor diferença, afinal, … Continuar lendo

Publicado em Crônicas & Poesias | Marcado com , , , , , | Deixe um comentário

Mulheres e Romances (a La Nelson Rodrigues)


Toda mulher quando “enfim” casa, se livra de toda a “baboseira” do romance. Ela se torna impaciente com a amiga sonhadora e solitária, mesmo que antes ela tenha sido uma delas também. Ela já não se importa com as revistas … Continuar lendo

Publicado em Crônicas & Poesias | Marcado com , , , , , | Deixe um comentário

Por que Mulheres “precisam” casar?


A velha pergunta que muitos homens ainda fazem é : Por que as mulheres “precisam” casar? Para eles, parece desnecessário, antiquado, frustrante (ainda mais com as piadinhas jocosas dos “amigos”) e sem razão de ser, ainda mais em “tempos modernos!”. … Continuar lendo

Publicado em Crônicas & Poesias, Diversidades, Mundo Feminino, Opinião | Marcado com , , , , , | 3 Comentários

Jane Austen e Conselhos Matrimoniais


Abraçando a ordem moral: o conselho matrimonial de Jane Austen Escrito por Chuck Colson | 03 Agosto 2011 Marianne tinha ainda de aprender o que C.S. Lewis ensinava: que a questão não é quais sentimentos por acaso tenhamos, mas quais sentimentos … Continuar lendo

Publicado em Crônicas & Poesias, Opinião | Marcado com , , , , , , , , , | Deixe um comentário

Comer, Rezar, Amar. E se Reinventar.


Um ano atrás, meu blog se chamava “Às Avessas”. Era exatamente como eu me sentia. Tudo revirado, tudo sem sentido, nexo, parâmetro, confuso e com fuso! A visualização mental da minha vida interior era como um pequeno cômodo, rústico, com … Continuar lendo

Publicado em Diversidades, Mundo Feminino, Opinião, Uncategorized | Marcado com , , , , , , , , , , , , , , , | Deixe um comentário