Arquivo do mês: março 2014

No meu Silêncio


Eu te amo no meu silêncio. E na minha distância, eu te amo. E em todos os backspaces que utilizo, Em cada pensamento que sobre ti me ocorre, Ali e aqui, eu te amo. Eu te amo pelo devir, pelo … Continuar lendo

Publicado em Crônicas & Poesias | Marcado com , , , | Deixe um comentário

Passagem


Havia um rosto Havia uma árvore Havia o vento e umas folhas secas… Havia uma cerca. Havia o furo Havia a imagem Havia um sonho, e a paisagem… Havia você, Havia a passagem Havia o trem E o seu embarque. … Continuar lendo

Publicado em Crônicas & Poesias | Marcado com , | 4 Comentários

É Necessário Coragem!


Saudade é a palavra que se criou Quando eu não sabia mais de que modo Eu ia querer você De que modo eu ia te chamar De que modo eu não ia te ceder. Vontade é a palavra que se … Continuar lendo

Publicado em Crônicas & Poesias | Marcado com , , , , , , | Deixe um comentário

Terapia por Izacyl Guimarães Ferreira


  Esse passado é meu. Posso mudá-lo. Posso esconder um corpo e duas lágrimas, posso fechar os olhos e esperar de novo. Posso até mudar de nome. Posso deixar no escuro uma cidade, secar o mar em meu lenço, apagar … Continuar lendo

Publicado em Crônicas & Poesias | Marcado com , , | Deixe um comentário

Nada Dourado pode Durar de Robert Frost


Nothing gold can stay Nature’s first green is gold Her hardest hue to hold. Her early leaf’s a flower; But only so an hour. Then leaf subsides to leaf. So Eden sank to grief, So dawn goes down to day. … Continuar lendo

Publicado em Crônicas & Poesias | Marcado com , , | Deixe um comentário

The Road Not Taken


TWO roads diverged in a yellow wood, And sorry I could not travel both And be one traveler, long I stood And looked down one as far as I could To where it bent in the undergrowth; Then took the … Continuar lendo

Publicado em Crônicas & Poesias | Marcado com , | Deixe um comentário

Fogo e Gelo por Robert Frost


Alguns dizem que o mundo acabará em fogo, Outors dizem em gelo. Fico com quem prefere o fogo. Mas, se tivesse de perecer duas vezes, Acho que conheço o bastante do ódio Para saber que a ruína pelo gelo Também … Continuar lendo

Publicado em Crônicas & Poesias | Marcado com , | Deixe um comentário

Robert Frost


“Ser eu um homem, isso compartilho com outros homens. Ser eu capaz de ver e ouvir, é o que também fazem todos os animais. Mas eu ser eu é apenas meu, isso pertence a mim e a mais ninguém; a … Continuar lendo

Publicado em Crônicas & Poesias | Marcado com | Deixe um comentário

Parando junto aos Bosques em Nevoso Entardecer de Robert Frost


Stopping by woods on a snowy evening Whose woods these are I think I know. His house is in the village though; He will not see me stopping here To watch his woods fill up with snow. My little horse … Continuar lendo

Publicado em Crônicas & Poesias | Marcado com , | Deixe um comentário