Arquivo da tag: silêncio

Músculos da Fé


Você começa a repensar suas crenças quando as pessoas passam a desconfiar que sua fé é, na verdade deles, uma obsessão. Nesse momento, crer passa a ser a prática do silêncio, como uma noite escura, mas que tantas vezes já … Continuar lendo

Publicado em Crônicas & Poesias | Marcado com , , , , , | Deixe um comentário

No meu Silêncio


Eu te amo no meu silêncio. E na minha distância, eu te amo. E em todos os backspaces que utilizo, Em cada pensamento que sobre ti me ocorre, Ali e aqui, eu te amo. Eu te amo pelo devir, pelo … Continuar lendo

Publicado em Crônicas & Poesias | Marcado com , , , | Deixe um comentário

Tabuleta do Silêncio


“Quanto mais estou quieta e calada, mas a minha idéia está ocupada Com pensamentos, sentimentos, emoções e até razões, a minha vida muda o ritmo, mas nunca pára. E ao que observa minha porta fechada desconhece a janela onde o … Continuar lendo

Publicado em Crônicas & Poesias | Marcado com , , | Deixe um comentário

Silêncio, Descoberta e Movimento


Não falarei da minha alma Não darei a equação do meu vórtice Não direi o meu segredo mais profundo Não exporei a minha mente. ……………………………………………………………. E eu canto o som dos pássaros eternos E eu nado com os seres mágicos … Continuar lendo

Publicado em Crônicas & Poesias | Marcado com , , , , , , , | Deixe um comentário

O Silêncio que não quer calar


  Existem alguns dias em que apenas o silêncio é o melhor companheiro. Nada do que se pense, vale as tecladas de publicar. Outro dia falei da importância do Silêncio Mental. Mas hoje, convenço-me de que existem outros tantos silêncios, … Continuar lendo

Publicado em Crônicas & Poesias | Marcado com , , , , , , | Deixe um comentário

O Significado do Silêncio


Passando por determinada situação, aonde dúvidas mil me assaltam, a única resposta que obtive foi o Silêncio. Aquele silêncio que mais um pouco e você pode ouvir os passos de uma formiga no outro extremo de onde você está. O … Continuar lendo

Publicado em Crônicas & Poesias, Uncategorized | Marcado com , , , , , , , , , | Deixe um comentário

Lembrando Quintana


E eis que o que eu costumava dizer, foi-me dito: “Se tu me amas, amas-me baixinho Não o grites de cima dos telhados, Não perturbes os passarinhos, Não perturbes a mim.” (Mário Quintana)

Publicado em Crônicas & Poesias, Uncategorized | Marcado com , , , | Deixe um comentário