Sexo Bom


Alguém lembra da chamada de “Sex and The City”? Dizia: Carrie Bradshaw sabe o que é sexo bom e não tem medo de perguntar. Pois bem, passo 1 para se ter bom sexo:

P1:  Não tenha vergonha de perguntar. Isso inclui saber o que o outro gosta e pedir o que você quer. O que nos leva ao passo 2.

P2:  Nunca transe com alguém que conheça melhor seu corpo e sua boca do que você mesmo. Isso inclui nada do seu dentista ou do seu ginecologista. Quem tem que saber o que gosta, é você. O outro pode até lhe apresentar coisas novas, mas se você não sabe o que gosta, não tem como saber o que pode vir a curtir ou não, nem vai considerar coisas novas, o que nos leva ao passo 3.

P3: No sexo, vale tudo o que ambos quiserem. Para se ter um bom engajamento, digamos assim, tem que haver cumplicidade, segurança, confiança, poder fechar os olhos e dizer “Vem!”. Vergonha pra quê? E mesmo que tenha, supere-a, ela só tem que estar ali pra apimentar, não para atrapalhar. O que nos leva ao passo 4.

P4: Quem muito fala, pouco faz. Ou não faz. Esqueça as propagandas! Quem tá bem resolvido, não fica falando o tempo todo, insinuando, brincando. As pessoas fazem isso até inconscientemente. O fato é que quem “tá de boa” tá relaxado o suficiente pra não ficar de papo fiado. O que nos leva ao passo 5.

P5:  Como disse Nelson Rodrigues: “Se todo mundo soubesse da vida sexual de todo mundo, ninguém falava com ninguém”. Fato. Conversas no clube do bolinha ou da luluzinha, rolam, claro, faz parte, mas… Cuidado 1: Excesso de Propaganda do seu parceiro, vai gerar cobiça sobre ele. Cuidado 2: A pessoa confiou em se entregar a você e você vai sair dizendo como é o que faz?! Isso não é sexo bom, isso é marketing de última categoria, quem faz isso não respeita nem a si, nem ao outro. Fuja de pessoas que contam tudo sobre todos os parceiros que tiveram e ainda citam nomes! O que nos leva ao passo 6.

P6: Não basta ter sexo. Tem que ter sexo bom. Isso inclui mordida, arranhada, aperto, pegada. Essa coisa do “ai, ai, ai, ui, ui, ui”, em português claro, essa “frescura” não dá prazer em ninguém. Homem ou Mulher com muito “isso não, aquilo também não, ai eu não sei…” essa pessoa não é bem resolvida e meu amigo… pessoas travadas, não servem nem pra boa conversa, quanto mais pra se dividir intimidade. Sexo bom tem que ter a empurrada na parede, a puxada de cabelo, o olho no olho, a vontade, a libido na pele, a química acontecendo, o lado animal solto, instinto! (E homens… mulher de verdade, gosta é disso!). Sexo bom tem que ter surpresa, quando bate a vontade e com vontade, com saudade, se faz a hora e o lugar. “Aqui não, ali sim, só em cima da cama e só papai-mamãe”… xiiiiiii!!!! Tem que ter marcar território, no corpo, na casa, no lugar que for, pra outra vez passar por ali e ver e pensa e lembrar “aqui teve meu amor…” e sair aquela risadinha furtiva que você nem pensou em dar, mas que te trai pela felicidade. Claro que quando se tem sentimento, vai existir o fazer amor e vai ter delicadeza, vai ter cuidado, vai ter carinho, vai ter música e vai fazer ver estrelas em cima da cama ou não, papai-mamãe também… mas também vai ter esse lado selvagem. Frescura? Esqueça! Sexo bom tem que ter vontade, o resto é canastrice!

Uma das boas coisas em se ter chegado aos 31 é comprovar a evolução Darwiniana: nos tornamos seletivos, não basta espalhar nossos genes por aí como na juventude porque não se é o indivíduo alfa do bando; com o tempo, descobrimos que o que vale é ter o parceiro que vai estar conosco pra todas as coisas, isso é evolutivamente inteligente! A natureza trabalha para o equilíbrio e para o menor gasto energético que nos faça sobreviver! Se seu parceiro não lhe dá isso… hmmmm…tsc, tsc, tsc.

 Com Darwin ou não, o bom parceiro, é aquele que você ama e que te ama, pra valer, de verdade. Sexo bom é aquele que soma, que faz você se sentir bem, viva! O Sexo Bom vai acontecer de qualquer jeito quando o amor for de verdade, mesmo que ele não seja o seu tipo (ou o tipo que você acreditava que era o seu, até conhecê-lo, estar com ele…). Sexo bom é quando o olho no olho rola e as coisas vão acontecendo e você chega ao nirvana sem esforço e sem maratona. Sexo bom é quando nem rola sexo mas você não sente falta de ter outro além dele. Sexo bom se faz com palavras, com carinho, com olhar, com detalhes que só vocês entendem, com toque, quando ele encosta em você e aquela energia renovadora te percorre o corpo inteiro, quando você sente que ele está pensando em você e no seu sexo. Sexo bom é quando tem sedução sutil e liberdade de se dizer o que quer, o que fez pensando no outro, é quando cada momento é curtido, é quando ele te toca, ou te olha, ou fala com você e você sabe que é especial, referencialmente, sem ilusões. Sexo bom é com amor, o resto é canastrice!

Então esqueçam o “show” e simplesmente amem!

Boa Semana!

Sobre Carmen Goncalves

Entusiasta da Arte de Escrever!
Esse post foi publicado em Amizade, Cidades, Crônicas & Poesias, Diversidades, Mundo Feminino, Opinião e marcado , , . Guardar link permanente.

O que isso lhe fez Pensar?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s