Cecília Meireles em “O Tempo no Jardim”


Nestes jardins – há vinte anos – andaram os nossos muitos passos,

e aqueles que então éramos se contemplaram nestes lagos.

Se algum de nós avistasse o que seríamos com o tempo,

todos nós choraríamos, de mútua pena e susto imenso.

E assim nos separamos, suspirando dias futuros,

e nenhum se atrevia a desvelar seus próprios mundos.

E agora que separados vivemos o que foi vivido,

com doce amor choramos quem fomos nesse tempo antigo.

Anúncios

Sobre Carmen Goncalves

Entusiasta da Arte de Escrever!
Esse post foi publicado em Crônicas & Poesias e marcado , , . Guardar link permanente.

2 respostas para Cecília Meireles em “O Tempo no Jardim”

  1. veutardin@gmail.com disse:

    Um abração pra vc,Carmen Gonçalves,por lembrar de Cecília Meireles, um dos maiores nomes da poesia brasileira, que deveria ser mais reverenciada não apenas pelo conjunto de sua obra literária,mas tb como exemplo de espírito cívico e de cidadania.No Romanceiro da Inconfidência ela retrata com precisão os mandarins da República e os Torquemadas do período de Tiradentes,que tragicamente ainda sobrevivem no Brasil de hoje.

    Curtir

O que isso lhe fez Pensar?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s