Poema do Nome Dele


“Sempre amo, sempre. E de amar, fujo. Porque no escuro do que não posso, da saudade em que moro, está escrito o nome Dele.

Onde está sua face? onde está sua história? onde está sua memória que nunca me falha?

Onde está seu sorriso? seu doce duelo em me vencer no silêncio? onde seu momento?

Tudo cabe em seu nome. Seu nome para sempre fincado, não num escriturário, mas onde ele me mora. Todo em minha hora. Todo no meu disfarce.”

Anúncios

Sobre Carmen Goncalves

Entusiasta da Arte de Escrever!
Esse post foi publicado em Crônicas & Poesias, Uncategorized e marcado , . Guardar link permanente.

O que isso lhe fez Pensar?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s