Poema da Grata Surpresa


Tantas coisas que talvez nunca te diga

As coisas que fazes que me petrifica

E escandaliza o meu mundo interior.

Tanto do que me fazes perceber

Tanto do mundo que eu sempre quis ter

Tanto que nem sei por onde começa.

Ou melhor, inicia no sorriso dos teus olhos

Quando eu chego toda errada,

Continua no ombro quente

Em que me esqueço relaxada

Do mundo ao redor.

Está no toque da mão máscula

Terna de um carinho sem igual

E na pele bronzeada

Que derrete minha armadura glacial.

Tu és assim, é assim que te vejo, sinto, quero

Meu origami vizinho

O segredo mais bem guardado

Num escaninho supostamente esquecido.

Tu. Tu tem história, memória, aurora

Tem pensamentos, palavras, idéias

Tem silêncio, mistério e desvelo

Tu, tu te encaixaste no meu enleio.

(Carmen Gonçalves)

Anúncios

Sobre Carmen Goncalves

Entusiasta da Arte de Escrever!
Esse post foi publicado em Crônicas & Poesias. Bookmark o link permanente.

O que isso lhe fez Pensar?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s