O Aleph de Todos Nós


 

O que é o Aleph ?
Essa pergunta tem respostas diversas: na literatura, na matemática e nos estudos lingüísticos relacionados com os sistemas de escritas (alfabetos).

Um dos sentidos mais intrigantes é aquele dado pelo escritor argentino Jorge Luis Borges – autor de um conto chamado O Aleph – para quem a palavra significa o ponto de onde é possível se ver todos os outros pontos do universo.

http://oaleph2008.blogspot.com/

Aleph: ponto do espaço que abarca toda a realidade presente, passada e futura do universo
http://paulocoelhoblog.com/tag/aleph/

Paulo Coelho: “O Aleph” é também o título de um conto do Jorge Luis Borges, meu escritor favorito. Na verdade, o título se refere a este ponto onde todo o tempo – passado,presente e futuro – se encontram. Há textos de matemática sobre o Aleph
http://tc.batepapo.uol.com.br/convidados/arquivo/livros/paulo-coelho-lanca-o-aleph-em-150-paises-e-revela-que-historia-de-sua-vida-virara-filme.jhtm

“O que a eternidade é para o tempo, o Aleph é para o espaço” (Jorge Luís Borges)

Aleph: primeira letra do alfabeto hebraico; início do caminho. Na literatura, significa o ponto onde é possível se ver todos os outros pontos do universo, a partir da criação do conto do escritor argentino Jorge Luis Borges.
http://www.oaleph.com.br/publique/cgi/cgilua.exe/sys/start.htm?infoid=1&sid=1

“Estou no Aleph, o ponto onde tudo está no mesmo lugar ao mesmo tempo. Estou em uma janela olhando para o mundo e seus lugares secretos, a poesia perdida no tempo e as palavras esquecidas no espaço.
Estou diante de portas que se abrem por uma fração de segundo e logo tornam a se fechar, mas que permitem desvelar o que está escondido atrás delas – os tesouros, as armadilhas, os caminhos não percorridos e as viagens jamais imaginadas.” (Paulo Coelho)

“O que a eternidade é para o tempo, o Aleph é para o espaço. Na eternidade, todo tempo ― passado, presente e futuro ― coexiste simultaneamente. No Aleph, a soma total do universo espacial encontra-se em uma diminuta esfera resplandecente de pouco mais de três centímetros.”
Jorge Luis Borges

Borges diz que o Aleph é um signo que condensa o universo todo dentro de uma minúscula esfera luminosa que não ultrapassa três centímetros de diâmetro. Toda a vida dele e das demais pessoas do mundo, as que vivem, viveram e ainda vão viver, bem como tudo que já aconte-ceu, está acontecendo e ainda acontecerá em toda a imensidade cósmica pode ser visto dentro dessa esfera como num filme projetado na velocidade da luz, mas ainda assim possível de ser acompanhado pelos olhos do espírito.
(…) O Aleph dos cientistas só pode ser visto com aparelhagens muito sofisticadas na intimidade dos laboratórios mais avançados de física nuclear ou de astronomia.
(…) Alephs são grãos de energia luminosa que guardam a primitiva composição do universo. São partes que mantém as propriedades do todo. Há muitos Alephs perdidos no espaço. Para vê-los é preciso uma adequada postura no ato de olhar e um certo estado de espírito para crer.
(…)O Aleph é uma realidade física que pode ser vista a olho nu, bastando para isso se colocar num certo ângulo de visão e adotar uma atitude de fervorosa credulidade.
(…)Pois o Aleph nada mais é que a nossa própria alma.
(…)Borges dizia que o que a eternidade é para o tempo, o Aleph é para o universo, porque a eternidade não é uma linha reta que estende de um irrecuperável instante que ocorre antes de nós até outro ponto, na nossa frente, que também nunca atingiremos. A eternidade, nessa imaginação, é um ponto único de extrema densidade, onde tudo ― tudo mesmo, presente, passado, futuro ― coexiste simultaneamente.
João Anatalino em http://recantodasletras.uol.com.br/contossurreais/2373499

E ainda há quem credite a idéia original de O Aleph para Machado de Assis, como segue o link:
http://blog.pontolit.com.br/2008/06/20/machado-de-assis-autor-de-o-aleph/

Ou quem vá mais longe:
O Aleph de Alonso de Ercilla
No canto XXVII da Araucana, o mago Fitón mostra ao conquistador Ercilla, seu inimigo espanhol, uma esfera de cristal na qual poderia se observar simultaneamente todo quanto sucedia em outras regiões do mundo.

Ao comparar ambos textos não deixa de surpreender a similitud de suas estruturas.

Cabe assinalar que o Aleph de Ercilla se adianta à ideia de Borges em uns 300 anos.
http://pt.wikilingue.com/es/O_Aleph_(conto)

“Respondendo à sua pergunta, Estrelinha: Na minha singela experiência ocorrida antes de ouvir falar em tudo isso, diferiu de um dejavú, por não ter sido uma mera impressão, diferiu de uma lembrança sobre uma vida passada por não ter se situado – a priori – em lugar determinado. Começou como uma pequena partícula girando, girando aceleradamente até abrir um portal aonde eu coube, pequenina e naquela esfera, que ao mesmo tempo parecia um corredor, se passavam à minha direita e à minha esquerda, tempos, eras, lugares, situações, numa ordem cronológica reversa, atravessei lugares ermos, desertos, palacianos, camponeses, frios, do mais sofisticado ao mais rústico, até parar na cena que eu precisava saber. (…) Lei de Ação e Reação. Dívida Paga. Perdão aceito? São outros quinhentos, é pra isso que existe o Livre Arbítrio Relativo. E depois de tudo isso fui “empurrada pra fora da minúscula esfera, em meu tamanho normal, tudo isso sem sair da minha cama, em uma noite, antes de dormir. Era tudo o que eu precisava saber pra admitir, pra me redimir, pra me aceitar, pra me auto perdoar, pra ser livre.

E é isso, ou não é, ou foi, ou está sendo… mas chega de Aleph por hoje.
Abraços#” Carmen Gonçalves (em antigo blog, respondendo)

 07/09/10, 00:47

 

Anúncios

Sobre Carmen Goncalves

Entusiasta da Arte de Escrever!
Esse post foi publicado em Crônicas & Poesias, Diversidades, Opinião e marcado , , , , , , , , . Guardar link permanente.

O que isso lhe fez Pensar?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s